Emprego científico: boas intenções e pecados fatais

Emprego científico: boas intenções e pecados fatais

O atual programa de “emprego científico” fundamenta-se numa boa intenção e incorre em quatro pecados fatais. As instituições de ensino superior portuguesas são um fenómeno de resiliência e adaptação a condições hostis. Apesar da persistente instabilidade de um modelo...